Web Consumo: Um comércio que é a sua cara

Quando vamos a uma loja, seja ela de uma grande marca ou não, sempre encontramos algo ou alguma seção que é a nossa cara, e isso sem dúvidas, facilita a compra de uma roupa, acessório ou serviço, dependendo do que é oferecido ali naquele lugar.

Com o crescimento acelerado dos E-commerces “de verdade” (não apenas lojas que criam sites), essa relação de comprar algo que é “a sua cara’’ tem mudado em grande proporção, e pra melhor. Agora, você compra algo que é considerado “a sua cara” sem se preocupar que logo mais à frente alguém terá a mesma coisa.

Essa mudança tem sido gerada pela capacidade que as empresas especializadas em vendas 2.0 têm de obter informações sobre seu público, do tipo que filme gostam de assistir no final de semana, até quais os critérios que levam em consideração na hora de escolher uma marca, por exemplo.

André Lima Cardoso, em seu livro Estratégia Digital – vantagens competitivas na Internet, afirma que “os sites de maior sucesso foram aqueles que usaram o poderosíssimo poder de colher informações de navegação para oferecer um serviço customizado para o cliente.”


Isso prova que os consumidores não estão mais nem um pouco interessados em passar informações pessoais para as marcas/empresas – se é que um dia já estiveram. Sendo assim, é certo dizer que aproveitar essa vantagem que a Internet oferece, é estar um passo à frente em competitividade em relação aos concorrentes.

O crescimento desses comércios virtuais é uma prova de que as pessoas estão cada vez mais interessadas em consumir sem sair de casa, e encontram o que precisam de uma forma confortável apenas com um clique no computador. Cabe agora, às empresas, se desenvolverem para atender as expectativas que esses compradores 2.0 investem cada vez que realizam uma compra pela Internet.

Compartilhe agora
divider-tags
Saiba mais sobre:

3 respostas

  1. Gosto muito de ressaltar a questão da usabilidade da e-commerce como forma de favorecer a muitas pessoas que não podem sair de casa para comprar pela idade, ou por algum outro problema. Esta é uma realidade, e o e-commerce agrega com felicidade todos os nichos sociais e ”suas caras”. Parabéns pelo texto.

  2. Gosto muito de ressaltar a questão da usabilidade da e-commerce como forma de favorecer a muitas pessoas que não podem sair de casa para comprar por serem mais velha, ou por utilizarem cadeira de rodas e é mais confortável comprar em casa, entre outras situações. Esta é uma realidade, e o e-commerce agrega com felicidade todos os nichos sociais e ‘’suas caras”. Parabéns pelo texto.

  3. Hoje existem diversos aplicativos para acompanhamento do perfil de uso de seu site. O melhor é muitas são grátis, que é o caso do Google Analytics. Lá é possível monitorar diversos aspectos do seu relacionamento online.

    Um dos desafios das empresas é usar a web para apresentar melhor suas empresas e produtos. Isso é válido para empresas que tenham presença online e offline line.

    Convido a lerem o artigo:
    Seu Negócio é a Alma da Propaganda
    http://www.madraint.com/2010/inbound/seu-negocio-e-a-alma-da-propaganda/

    abs//Marcelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Conheça o 4work Coworking, espaço de Coworking em Vila Velha, ES

O 4work coworking é um espaço de coworking com duas unidades no bairro Praia da Costa em Vila Velha/ES, com salas compartilhadas e privativas

Como fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde

Sim, é possível fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde.

Nicho lucrativo para prestar serviços de Marketing Digital e Social Media

Sem dúvidas esse é um dos melhores nichos para prestar serviços de Social Media e Marketing Digital