Planejamento online X Planejamento offline. Qual a diferença?

Ultimamente tenho sido bastante perguntado qual seria a diferença entre o profissional de processo de planejamento online e offline. Algumas pessoas me questionam se essa diferença realmente existe. Bom, na minha opinião existe sim, mas o processo é o mesmo.

O que tenho respondido é que podemos dividir essa questão em algumas partes. A primeira parte, no quesito processo de planejamento as diferenças começam na parte 3, das estratégias. O processo de planejamento onde o profissional de planejamento estratégico digital precisa pesquisar não existe diferenças, repito, no processo, na resposta – estratégia – sim, mas isso vamos falar em outros parágrafos.

Quando o planner precisa pesquisar, entender os pilares principais: mercado, concorrência, empresa e público-alvo o processo para o mundo online e offline é o mesmo. É preciso entender, fazer a imersão nesses quatro pilares, entender tudo o que se passa no mercado, o que a concorrência faz e não faz, o que é a empresa e a história da marca e claro, o nosso (planner) principal objeto de estudo, entender quem é o público-alvo, o que ele quer, deseja, pretende com a marca, como compra, onde e quem influencia. Esse processo é o mesmo em ambos os mundos.

Passado esse processo de pesquisa, vem o processo de colocar na espinha dorsal do planejamento (objetivo, pesquisas, definição de público, estratégias, táticas, plano de ação…) a linha de raciocínio que o planner tem diante a marca. Nesse processo já há uma diferença em pensar on e off, pois é nesse momento que o planner já passa ao passo 3, o desenvolvimento das estratégias, táticas, mensuração entre outras.

Em um primeiro momento já pode se perceber que o mundo digital tem os conceitos de relacionamento, interatividade, colaboração, compartilhamento, engajamento, métricas mais fortes do que no mundo offline e por um fato que parece simples, mas nem sempre é: ferramentas facilitadoras. Se um planner, por exemplo, identificou que um game online é uma excelente estratégia para a marca (identificou após a pesquisa) esse game pode:

  • Gerar relacionamento da marca com o consumidor atrás de experiência de marca ou exposição de produtos;
  • Interatividade está no DNA de um game;
  • O usuário pode colaborar com o game, gerando conteúdo para a marca dentro do game ou em uma Rede Social do game, outro ponto de impacto da marca com seu consumidor através dessa ferramenta;
  • O usuário pode compartilhar o link do game em suas redes, blog, twitter, MSN, e-mail, além disso, o próprio game pode ter links para as redes facilitando o compartilhamento;
  • Se o usuário comprar a ideia do game, o engajamento é quase que garantido. A partir do momento em que ele consegue compartilhar o game com amigos, um passo para o engajamento já foi dado;
  • E por fim, não tem como não medir cada passo, cada interação, cada compartilhamento, cada colaboração e como tudo isso gera resultados para a marca; aliás, gerar resultados para a marca é missão primordial tanto para o planner on e offline.

Enfim, diferenças há. Na resposta, na estratégia de cada marca, o digital tem particularidades que o mundo offline não tem, assim como o contrário é verdadeiro. Se você é planner e está na dúvida em qual “mundo” seguir, sugiro estudar bem cases de planejamento on e offline e definir qual o seu talento, mas lembre-se que há momentos em que os dois mundos se encontram, ao menos, no processo!

Compartilhe agora
divider-tags
Saiba mais sobre:

Uma resposta

  1. Felipe,

    Mas quem toma a decisão que seria melhor uma estratégia online ou offline? Vc não acha que há um passo estratégico antes desta definição?

    Falo isso pq seu artigo me pegou exatamente em um momento de reflexão sobre este tema. Atualmente vc sabe que estou em uma agência mais off, onde há 7 planners offline e só eu de online. E o há uma zona cinzenta aí. Naturalmente os planners off sugerem diversos tipos de táticas, dentro de uma estratégia única proposta a um cliente. Táticas que podem ir de guerriolha a própria internet. Aí eu fico pensando, será que uma estratégia digital não seria mais uma opção tática, entre tantas que posso executar para uma marca? Por que temos que diferenciar o on do off?

    Abraços!

    Daniel Rimoli

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Conheça o 4work Coworking, espaço de Coworking em Vila Velha, ES

O 4work coworking é um espaço de coworking com duas unidades no bairro Praia da Costa em Vila Velha/ES, com salas compartilhadas e privativas

Como fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde

Sim, é possível fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde.

Nicho lucrativo para prestar serviços de Marketing Digital e Social Media

Sem dúvidas esse é um dos melhores nichos para prestar serviços de Social Media e Marketing Digital