Tudo que Branding não é…

Branding tem se tornado mais um daqueles termos “bonitinhos” que acabam virando senso comum e que, no fim, significam tudo e nada ao mesmo tempo. Já vi branding como sinônimo de identidade visual; agência falando que faz branding sendo que faz design e curso com nome de branding cuja descrição aponta aprofundamento em teorias de marketing. Uma marca é um sistema complexo e intangível, cuja representação gráfica, ou seja, o logotipo e/ou o símbolo e toda a identidade visual aplicada,  são parte das construções ólidas e palpáveis da mesma.. No entanto, existe todo um processo de concepção e gestão de uma marca, e o branding se enquadra nesse último termo.

O branding é uma disciplina cujo objetivo é gerir uma marca. A gestão cabe posicioná-la no mercado (em relação à concorrência) e criar vínculos com o consumidor. “É um processo estratégico que deve partir de dentro da instituição, quando os funcionários a ‘compram a ideia’ que os gestores querem passar e assim se tornam pontos de contato entre a empresa e o cliente”, afirma Ricardo Rodrigues, da BrandLab.

Marketing é marketing. Brading é branding. O Marketing é uma parte do conjundo de ações de comunicação de uma empresa que visa captar e fidelizar os clientes. Ele se atém a uma relação entre a distribuição de bens e serviços e o consumidor, criando necessidades nas pessoas. O Branding não é uma ação de comunicação propriamente dita, mas sim a gerência da imagem de uma empresa. O cuidado com essa imagem começa com o aspecto visual, mas isso é só a ponta de um iceberg. A administração de uma marca exige um cuidado, pois é responsável por toda a imagem da mesma no mercado.

Uma marca também não é só a identidade visual, mas é todo o conjunto de valores concretos e abstratos relacionados. Vai além do produto, é também o que o consumidor pensa dele. Parafraseando o designer Marty Neumeier,  uma marca não é o que você pensa que é, mas sim o que os seus clientes falam dela. Cuidar dessa imagem é o papel do branding, seja no estreitamento de relação com o cliente, seja no cuidado de administrar a aplicação gráfica da marca.

Hoje as empresas têm um valor altíssimo de mercado somente por conta da marca. Um exemplo disso é a Coca-Cola (eleita em 2010, novamente, a marca mais valiosa do mundo pela Interbrand), que sem a identidade gráfica, perde cerca de 30% de seu valor total. O importante que é a empresa esteja apta a cumprir todas as “promessas” e expectativas que o profissional de branding vai criar diante consumidor. Em um momento onde as marcas significam mais do que “o nome de quem vende tal produto”, essa especialização ganha cada vez mais força e é importante que os empresários se conscientizem do papel que o branding pode desempenhar de agregar valor e dar à marca uma outra imagem dentro do mercado.

Compartilhe agora
divider-tags
Saiba mais sobre:

2 respostas

  1. Parece-me haver uma tremenda confusão neste artigo que deixou muitas dúvidas. Não admira não sou epecialista.
    Marketing que cria necessidades? Como se criam necessidades? Gostava de aprender.!
    Marketing que comunica para fidelizar clientes?
    Como consegue uma boa estratégia de Branding sem uma bos estratégia de marketing?
    Branding gere imagem? E quem constroi a identidade?
    Não será o Branding mais uma força do marketing?

  2. Alberto, estava lendo o artigo e talvez possa responder algumas coisas.
    O Marketing não cria necessidades, ele tenta entender as necessidades dos clientes da empresa para suprí-las.
    Marketing comunica-se para fidelizar clientes? Sim! esse é um dos objetivos do Marketing, manter o cliente sempre fiel à empresa, cada empresa com suas estratégias.
    Como conseguir uma boa estratégia de Branding sem uma boa estratégia de Marketing?
    Cada caso é um caso, porém você tem que pensar que, o Branding vem antes do Marketing, ou seja, primeiro são definidas as estratégias de Branding, que vão gerir a Marca da Empresa, para depois pensar nas estratégias de Marketing (Sem fugir de tudo que foi feito no Branding)
    Não será o Branding mais uma força do Marketing? Nas verdade Não! o Branding é uma força de tudo! o Branding utiliza-se do Marketing para completar partes de suas estratégias, da mesma forma que se utiliza do Design, da Administração, da Contabilidade.

    Espero ter ajudado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Conheça o 4work Coworking, espaço de Coworking em Vila Velha, ES

O 4work coworking é um espaço de coworking com duas unidades no bairro Praia da Costa em Vila Velha/ES, com salas compartilhadas e privativas

Como fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde

Sim, é possível fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde.

Nicho lucrativo para prestar serviços de Marketing Digital e Social Media

Sem dúvidas esse é um dos melhores nichos para prestar serviços de Social Media e Marketing Digital