O desafio do marketing pessoal: Interagir com a realidade

Muitas pessoas não sabem o motivo de alguns profissionais conseguirem certas façanhas nos negócios, aparentemente, fazendo menos esforço do que outros. Quem já não ouviu frases do tipo: porque fulano de tal, sendo menos preparado, menos hábil, menos esforçado e experiente, galgou sucesso pessoal ou profissional maior do que o nosso?

Todos nós sabemos que nem todos têm as mesmas competências e habilidades, e que todos possuem alguma habilidade. O fato é que, por diversos fatores, nem sempre essas competências são facilmente reconhecíveis. Elas ficam encobertas. E quem consegue demonstrar facilmente estas habilidades ganha a disputa.

Poderíamos chamar isso de sorte? Penso que sempre é bom poder contar com ela, mas nos negócios, como em nosso dia-a-dia, isso pode ser reflexo de um bom marketing pessoal. E nesta área, o menor detalhe faz toda a diferença (aspectos visuais, de comunicação e de conhecimento, etc) e pode determinar o sucesso ou o fracasso de um profissional em determinada “empreitada”.

marketing pessoalO marketing pessoal não pode ser confundido com instrumento negativo, que visa manipular e enganar as pessoas ao passar uma imagem falsa da realidade. Pelo contrário. O marketing pessoal baseia-se em interagir com a realidade! Ou dito de outra forma: é uma estratégia individual para atrair e desenvolver contatos e relacionamentos interessantes do ponto de vista pessoal e profissional, bem como para dar visibilidade às características, habilidades e competências relevantes na perspectiva da aceitação e do reconhecimento por parte de outros. E isso tem que ter fundamento no real, e não no ilusório. Não dá para manter um personagem todo o tempo.

Poderíamos dizer que as pessoas que agem com mentalidade de marketing são bem-sucedidas. Portanto, o desafio que se coloca, inicialmente, é o de pensar de maneira mercadológica. E para isso, citaremos alguns conceitos e valores que se usados de forma sistemática, podem contribuir para maximizar o marketing pessoal do profissional:

 Autoconhecimento: Permite que a pessoa defina os seus limites, tome consciência de seus potenciais, possa partir para definir seu modelo de vida. O autoconhecimento é a pedra sobre a qual se constrói a identidade, e esta é a marca de diferenciação de uma pessoa;

Definir metas e objetivos: é importante escolher uma trajetória de ação e, dentro dela, selecionar alternativas diferenciadas;

Guiar-se por conjunto de valores: Os valores são a base do caráter da pessoa, e isto fará com que a ela seja reconhecida pelos valores que cultiva;

Composição da apresentação pessoal: basicamente consiste em ajustar a identidade e a imagem da pessoa. O profissional precisa adaptar-se aos tempos e aos ambientes;

Aperfeiçoar a comunicação: abrange um conjunto de ações relacionadas à melhoria do discurso e a forma de comunicar-se. É importante também, estar por dentro dos acontecimentos nos diversos campos do conhecimento;

Ampliar faixa de relações: é preciso quebrar o círculo de amigos e vizinhos, ampliando o circuito de conhecimentos com a incorporação de novas pessoas no jogo da interlocução. O ideal é que procurar se relacionar com pessoas que estão no chamado circuito da formação de opinião. Participar de eventos e reuniões sociais são fundamentais para isso.

Acumular e aproveitar melhor os conhecimentos: Não adianta ter uma gama de conhecimentos e não divulgar isso. Conhecimento não vale de nada se trancado a sete chaves;

Evitar o ridículo e excessos: isso pode ser resumido em apenas uma frase: “as pessoas são ridículas apenas quando querem parecer ser o que não são, e saber o que não sabem”;

Saber administrar o tempo e as dificuldades: é preciso aprender a conviver com as dificuldades, sem entrar em desespero. E ter o tempo do seu lado e não como um inimigo é uma grande vantagem, frente ao que desconhece esta realidade;

Ter capacidade de argumentação: muitas vezes não adianta dizer, é necessário demonstrar o que se diz. E a boa argumentação se vale de provas absolutas, situadas no campo do conhecimento apresentado.

De tudo que foi mencionado neste artigo, o que deve ficar retido, é que o grande desafio do marketing pessoal, é interagir com a realidade de forma a não criar “ruído” entre o que o profissional é e o que ele aparenta ser. Não adianta andar com um cartaz dizendo que você é isso ou aquilo, é necessário ser!

Compartilhe agora
divider-tags
Saiba mais sobre:

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Conheça o 4work Coworking, espaço de Coworking em Vila Velha, ES

O 4work coworking é um espaço de coworking com duas unidades no bairro Praia da Costa em Vila Velha/ES, com salas compartilhadas e privativas

Como fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde

Sim, é possível fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde.

Nicho lucrativo para prestar serviços de Marketing Digital e Social Media

Sem dúvidas esse é um dos melhores nichos para prestar serviços de Social Media e Marketing Digital