Folkmarketing, você já ouviu falar?

Um comentário deixado por uma querida serviu de inspiração para o tema dessa semana. Folkmarketing, você, meu caro leitor, já ouviu falar?

Segundo o Prof. Severino Lucena, em seu livro[bb]: A festa junina em Campina Grande-PB, “folkmarketing é o conjunto de apropriações das culturas populares com objetivos comunicacionais para visibilizar produtos e serviços de uma organização para os seus públicos – alvo.” As ações de folkmarketing se caracterizam por:

• Aproximar-se do mercado regional e seus consumidores, graças à visibilidade dos seus produtos e serviços, durante os eventos nos múltiplos cenários dessas festas populares;
• Reforço da identidade e valorização da cultura[bb] local à marca;
• Uso de expressões comunicativas, verbais e não verbais, focando a cultura regional e local;
• Uso de expressões ligadas aos saberes e práticas da cultura popular que buscam fortalecer a identidade e o relacionamento da marca com seus públicos, em nível regional e local.

Nos vídeos abaixos, podemos observar todas as características citadas acima:

 

Toda essa contextualização, caro leitor, vem fortalecer a minha discussão iniciada na semana passada sobre a regionalização. O folkmarketing é praticado pelas marcas visando estabelecer o relacionamento com seu público através da conquista da simpatia e credibilidade vinculando suas marcas, produtos e serviços com manifestações culturais realizadas. Carnaval, São João, Festival de Parintins[bb] são apenas algumas das inúmeras manifestações culturais que recebem grandes cifras de investimento.

Agora que você sabe o que é o folkmarketing, consegue detectar alguma ação na sua cidade, conta pra gente! Participe!

Compartilhe agora
divider-tags
Saiba mais sobre:

8 respostas

  1. Sempre fui apaixonado por campanhas que resgatam aspectos culturais de uma região. Não conhecia o termo folkmarketing mas sempre defendi essa aplicação.
    Ocorre maior identificação do público sem falar que está extremamente em moda!

  2. Muito interessante. Eu não sabia que este tipo de campanha recebia o nome de Folkmarketing.

    O Brasil é um excelente lugar para se utilizar este conceito, onde encontramos diversas manifestações culturais em cada canto do país.

  3. Òtimo texto!
    Acredito que esse tipo de campanha (que preservam a cultura local) cresce muito a identificação do consumodor pela marca! “Glocalização” pensar global mas agir local. Parabéns pela abordagem.
    @RodrigoBosshard

  4. Pelos exemplos que você colocou ai eu não percebi mais doque uma tematização de campanha.
    Acho que para fazer campanhas regionais e fortalecer sua marca perante um público específico a ação tem que ser no evento em si, pois ai sim se aproxima. Se for campanha em TV tem que ser TV regional para colocar características que público que irá assistir se sinta presente ou tenha familiaridade com aquele conceito.

    É uma opnião para fomentar uma discussão mais ampla.

    Abraço
    Daniel – Design DG / Refil
    http://www.twitter.com/refilaria

  5. Seguindo o comentário de Daniel G. e dando opção para o Diego Galofero…
    …De fato, isso é comunicação dirigida, e na mairia dos casos é o que ocorre. Vc direcionar o foco, onde há identificação com o tema, mas como fomentação e insentivo a cultura, também pode ser aplicado campanhas com regionalização cruzada, vai depender do objetivo que ser quer alcaçar.
    Por exemplo, eu de uma empresa nacional, ou multi, quero promover uma troca de conhecimentos entre regiões que eu entenda que tenham afinidades, e posso lançar campanhas que mostre o que ocorre no São João do Sul, os hábitos, a culinária etc, ao Nordeste, e lá fazer o inverso. Assim, promovo a ïnterligação entre culturas que embora bem diferentes possuam em suas peculiaridades semelhanças. Ainda com o exemplo do Sul, uma boa comparação é o estilo musical chamado “vaneirão”, muito parecido com o Forró, e tem mais semelhanças, se tivéssemos a oportunidade de conhecer mais sobre a cultura do nosso país, poderiamos comparar, e quem sabe aderir a ela por meio de novos hábitos.
    Essas ações são bem pertinentes também quando queremos ampliar a a recepção de um produto forte, que tenha uma absorção apenas local, pois amplia o comercio de forma significativa. Se não conhecer, como podem consumir…
    Gente, adoro o tema…e completei pra ampliar os comentários sobre o mesmo.
    Vamor “cruzar”informações!
    Bom fim de semana para todos.
    Ana Brasileiro

  6. Seguindo os exemplos de folkmarketing, podemos citar a Festão de Peão que é realizada em todo território nacional principalmente no interior das grandes cidades brasileiras, que já virou devido seu atrativo para o publico que comparece uma grande forma de divulgação da marca por parte das empresas, seja ela regionais ou não.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Conheça o 4work Coworking, espaço de Coworking em Vila Velha, ES

O 4work coworking é um espaço de coworking com duas unidades no bairro Praia da Costa em Vila Velha/ES, com salas compartilhadas e privativas

Como fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde

Sim, é possível fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde.

Nicho lucrativo para prestar serviços de Marketing Digital e Social Media

Sem dúvidas esse é um dos melhores nichos para prestar serviços de Social Media e Marketing Digital