A internet é o futuro. Será?

Recentemente eu tive uma conversa com um amigo. Ele foi a uma reunião de prospecção de um cliente que lhe disse: “eu preciso entrar na Internet, pois ela é o futuro…” rapidamente eu perguntei se ele tinha concordado e meu amigo disse que sim. Isso me fez questionar, será que realmente as pessoas ainda acham que Internet é o futuro? Na minha opinião não é!

Para começar a defender a minha teoria, vamos analisar você, amigo leitor, que está lendo esse artigo em um site, certo? Com certeza você deve ter um e-mail, ou até dois, sendo o seu pessoal e o da empresa, há pelo menos uns 5 ou 6 anos; quando você tem que ir a um lugar e não sabe como chegar, recorre ao Apontador ou ao Google Maps; com certeza você viu – ou tentou ver – o vídeo da Cicarelli no YouTube; deve conversar com seus amigos muito mais pelo MSN/e-mail do que pelo telefone, acompanha as notícias pelo G1, Uol, Terra; provavelmente nem deve mais assinar o jornal pois lê as notícias nesses portais; posso arriscar até mesmo que você tem um perfil no Orkut e no Twitter, logo, querendo ou não você está inserido no mundo digital há mais de 5, 6 anos, certo?

As marcas também. Por mais que elas tenham apenas um website, versão web 0.0 ou 1.0 – e acreditem muitas ainda são assim – elas estão na Internet há mais tempo ainda. O Uol já tem mais de 10 anos, por exemplo, e foi um dos primeiros portais de notícias no Brasil, vencendo a “bolha” e até mesmo a investida sem sucesso da AOL, gigante americana que está cada dia que passa pior. Se uma marca acredita que não está na web ou em Redes Sociais, basta ela ir no Orkut e pesquisar seu nome. Com certeza haverá uma comunidade em volta dela ou de um produto – mesmo que uma comunidade feita por funcionários da empresa.

Então, afirmação “a Internet é o futuro” ainda vale?
Não creio!
Eu acredito que o futuro são as Redes Sociais, Mobile, Games, IPTV, TV Digital, convergência total de mídias, Kindle, isso é o futuro, Internet não! Ela sim, é a base para tudo isso, é o elo de ligação do usuário com as plataformas, é a principal – opinião desse especialista em planejamento estratégico digital que vós escreve – revolução na comunicação mundial, mas repito, já não é mais o futuro; Internet é presente! Internet é o futuro pode ser uma frase creditada a anos como 1999, 2000, 2001. Em 2009 não!

Infelizmente algumas empresas e marcas ainda não abriram os olhos para isso.
Recentemente eu dei uma palestra sobre planejamento estratégico digital, onde abri perguntando: Você ficaria fora de um mercado com 66 milhões de potenciais consumidores com penetração em 88% na classe AB? Incrível, que todos na palestra responderam que não, mas a verdade é que muitos gestores de marketing e marca ficam.

Por medo? Insegurança? Porque acham que Internet é coisa de “moleque que fica marcando balada”; talvez, cabe cada agência entender a cabeça do seu primeiro consumidor – o gestor de marketing – para entender como mostrar a ele a importância da web no planejamento estratégico digital de uma marca; pensar hoje em construção de marca, sem pensar em web, é dar um tiro no pé, mas muitas marcas ainda fazem, são marcas que estão perdendo muito terreno para a concorrência, pois tenha certeza que em todo o segmento de mercado, há sempre uma pessoa que acredita na web e quer levar sua marca para lá, e essa pessoa vai dominar o terreno em pouco tempo. E depois fica difícil correr atrás.

Talvez, a Internet seja o futuro no quesito de consumo de mídia e informação; Acredito que em 5 anos, as pessoas assistiram mais TV via web do que nos aparelhos tradicionais, vão ler mais notícias em portais do que em revistas e jornais – aliás, esse fenômeno já começa a acontecer, basta ver que o NY Times, um dos maiores e mais importantes jornais do mundo está a beira da falência, os americanos não compram mais o impresso, lêem apenas a versão digital; Blogs e Twitter estão se tornando referência de notícias e em breve vão superar até mesmo os sites do jornais e revistas; até as rádios começam a pensar como ir para o mundo online e lucrar com isso.

Em resumo, Internet não é o futuro. Ela é presente. Clientes com essa mente precisam ter mais pesquisas, dados e informações para mudar suas mentes. É preciso – e ai vem o trabalho do profissional de planejamento estratégico digital – mostrar ao cliente que sim, a web é algo extremante importante, mas também, mostrar como construir e trabalhar essas marcas na web, pois apenas colocá-la na web e não trabalhar, também não adianta em nada!

Compartilhe agora
divider-tags
Saiba mais sobre:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Conheça o 4work Coworking, espaço de Coworking em Vila Velha, ES

O 4work coworking é um espaço de coworking com duas unidades no bairro Praia da Costa em Vila Velha/ES, com salas compartilhadas e privativas

Como fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde

Sim, é possível fechar seus primeiros clientes de Social Media em tempo recorde.

Nicho lucrativo para prestar serviços de Marketing Digital e Social Media

Sem dúvidas esse é um dos melhores nichos para prestar serviços de Social Media e Marketing Digital